Quanto custa fazer o Caminho do Sol?

Oração de São Patrício
9 de outubro de 2016
Como evitar Bolhas nos pés
10 de outubro de 2016
Exibir tudo

Quanto custa fazer o Caminho do Sol?

Se você pretende fazer o Caminho do Sol, além de cuidar da sua preparação física, você também precisa se planejar financeiramente, afinal o investimento não é baixo.

Embora as informações sobre os gastos estejam publicadas no site do Caminho do Sol as pessoas ainda tem muitas dúvidas sobre o quanto irão investir para fazer o Caminho do Sol.

Para facilitar o entendimento vou dividir o investimento em duas partes: antes de fazer o caminho (em sua preparação) e durante o caminho.

Antes de fazer o caminho (em sua preparação):

  • Palestra orientativa: O Caminho do Sol não é um caminho público, o que nos impõe algumas restrições. A Palestra Orientativa, além de obrigatória, tem como objetivo esclarecer os limites/as ressalvas e características do Caminho do Sol.
    • Investimento: R$ 15,00.
  • Inscrição: Além de lhe dar o direito de fazer o Caminho do Sol, você irá receber o Kit de Inscrição que é composto por Passaporte do Sol, porta passaporte, gargantilha de madeira com seta amarela, guia impresso, cajado personalizado e seguro acidentes pessoais.
    • Investimento: Peregrino R$ 202,80 e Bicigrino R$ 150,80.
  • Equipamentos: Logo que se começa a planejar o caminho uma das primeiras perguntas é: “o que devo levar?.  É onde pode residir o maior custo se você não fizer uma boa pesquisa. Existe uma variação muito grande de preços de acordo com a lista de equipamentos que você decidir levar, e de acordo com a marca e qualidade dos produtos que você escolher. Se você não tem ideia do que vai levar, dê uma lida neste artigo que contém o check list de equipamentos. Este é um check list dos artigos pessoais essenciais ao percorrer o Caminho do Sol. Essa lista pode variar de acordo com a pessoa e época do ano em que irá fazer o caminho, (ex: inverno ou verão) e é uma ótima referência que você pode usar como ponto de partida.
    • Investimento: entre R$1.000,00 e R$ 2.000,00.

Durante o caminho (enquanto você caminha):

  • Trajeto de ida até Santana de Parnaíba e de volta à partir de Águas de São Pedro: Não esqueça de considerar o custo da viagem de sua casa até o local de partida e depois o retorno de Águas de São Pedro.
    • Investimento: de acordo com a sua localidade.
  • 5 kg de alimentos não perecíveis: Ao chegar à primeira Pousada em Santana de Parnaíba, sempre à véspera de sua data de saída, não se esqueça de levar 5 kg de alimentos não perecíveis para doação.
    • Investimento: R$ 10,00 (estimativa)
  • Diárias das Pousadas: Pagas diretamente nas Pousadas com cartão (aceito em quase todas as pousadas), dinheiro ou cheque.
    • Investimento: entre R$ 130,00/R$ 170,00/dia (incluído almoço, jantar, pernoite e café da manhã)

Os itens acima fazem parte do investimento que você terá que fazer para percorrer o Caminho do Sol. Esses valores podem ter uma variação de acordo com as escolhas de cada um.

Se você tem alguma dúvida sobre os custos deixe um comentário aqui neste post. Teremos prazer em lhe ajudar.

 

33 Comentários

  1. Elisandra disse:

    Boa noite. Não há opções mais baratas de hospedagem? Tipo hostel ou até mesmo camping?

    • Rafael Stein disse:

      Elisandra, o Caminho do Sol cruza áreas particulares, portanto não é um caminho totalmente público, o que nos (peregrinos) obriga a respeitar algumas normas e regulamentos determinados por seus proprietários.

      As pousadas não tem estrutura para campings – igualmente nas áreas urbanas.

      A grande maioria das pousadas que acolhem os peregrinos são pousadas amadoras/propriedades que permitem que cruzemos suas áreas e acolhem somente os peregrinos/bicigrinos, que estiverem regularmente inscritos, com reservas feitas pelo Caminho do Sol.

  2. Jesuina disse:

    Mais caro q a Via Francigena na Itália………td o percurso….. ….sem as passagens claro…..Fiz em 23 dias e gastei euros

  3. Ana Paula Amaral Minato Cezar de Carvalho disse:

    O custo eu entendi ..gostaria de esclarecimentos sobre onde é …o caminho do Sol ..e se os equipamentos que decidirmos levar que tem um custo entre 1000,00 a 2000,00 se é a gente que carrega ou se há algum tipo de suporte de carro que leva … Como funciona a alimentação sexezta incluso nas pousadas ..se ha paradas …enfim …sobre o percurso …

    • Onze Dias disse:

      Ana,

      O Caminho do Sol é um roteiro montado a partir de uma caminhada de 241 km entre Santana de Parnaíba e Águas de São Pedro, também inspirada pelo famoso Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha.

      O custo das pousadas incluem café da manhã, almoço e jantar.

      Os equipamentos você pode levar ao caminhar ou pode usar o serviço de transporte entre as pousadas.

      Para maiores informações sobre o Caminho do Sol sugiro acessar o site oficial: http://www.caminhodosol.org.br/

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Abraços

  4. Marcia disse:

    Tem página no Facebook?

  5. Elisa disse:

    Tenho muita vontade de fazer esse Caminho,pena que seja tão cara a hospedagem…Fiz o Caminho de Santiago Frances ano passado e a diária é de 5 a 8 euros (cerca 35,00 reais) com albergues muito bem estruturados…Náo sei porque valores tão altos para peregrinos…Esse preço deveria ser somente para turistas…Lamentável…

    • Onze Dias disse:

      Elisa,

      Para responder ao seu comentário encaminhamos o mesmo ao José Palma (idealizador do Caminho do Sol) que prontamente se prontificou a responder. A resposta foi enviada para o seu e-mail e tomamos a liberdade de reproduzir abaixo pois trata-se de assunto recorrente e que a resposta pode ajudar a outros que tenham a mesma dúvida sua.
      SEGUE O E-MAIL:
      “…
      Caríssima,

      Obrigado pela oportunidade de falarmos um pouco sobre este tema.

      Fiz o Caminho de Santiago em maio de 1996 – portanto a vinte anos.

      Tenho contato constante e permanente com os mais diversos segmentos que vivenciam e participam ativamente do dia a dia e da realidade do Caminho de Santiago. Já trouxemos ao Brasil, para percorrer o Caminho do Sol, alguns dos mais ilustres e respeitados hospitaleiros do CS.

      Idealizamos o Caminho do Sol, com o objetivo maior de permitir aos futuros peregrinos vivenciarem a mesma rotina que se vive no Caminho de Santiago – para diminuir sua ansiedade e para que possam ter segurança e tranquilidade para curtir as maravilhas que ele nos proporciona, já a partir do primeiro passo.

      Tendo já experenciado no Caminho do Sol, a rotina dos albergues, dos carimbos, a lidar com a ansiedade de chegar, com o stress muscular, a lidar com a mochila seu peso e suas cinco importantes formas para adaptá-la a anatomia do corpo, a utilizar o cajado de forma correta, a prevenir e a lidar com as bolhas, o “por que” de não tomar banho pela manhã e outras e muitas formas de ter uma caminhada com qualidade.

      No quesito custo – concordo plenamente com vc – mas observe que:

      1. O custo em euros que vc menciona é unicamente para pernoite – adicione à estes 8 ou 10 euros os custos com o desayuno, almoço, jantar, cafés, madalenas, e os tradicionais lanches espanhóis e vc chegará facilmente a 35/40 euros – não estamos falando aqui de custos de viagem – que muitos, mas muitos brasileiros são impedidos de vivenciar esta magnífica experiência por absoluta falta de condições financeiras – o que em nada justifica ou explica os custos aqui praticados – apenas para mencionar o fato e deixar as informações dentro da realidade.
      2. Quando idealizei o Caminho do Sol fiz questão de levá-lo o máximo possível pela área rural – o que nos afastou dos equipamentos urbanos e nos apresentou uma equação extremamente difícil de solucionar: como encontrar em meio a área rural um local que nos acolhesse com uma distância não superior a 24 km?
      3. Se encontrava a distância ideal – não tínhamos o local.
      4. Se encontrávamos um local adequado – a distância era muito superior ou inferior.

      Assim, de km em km, de metro a metro, de propriedade em propriedade fomos construindo nossa rota contando com o apoio e compreensão das propriedades rurais que se dispunham a nos acolher.

      E nos agarramos onde foi possível – umas 2 ou 3 pousadas oficiais, casas, chácaras, fazendas e duas escolas rurais desativadas e adaptadas para acolher nossos peregrinos.

      Recebemos estes próprios municipais em comodato das Prefeituras Municipais com o Instituto Caminho do Sol – foram reformados e adaptados sem qualquer ajuda, verba ou contribuição de qualquer prefeitura ou órgão público.

      Obs:
      Por oportuno lembramos aqui o milionário volume de (euros ) destinados ao Caminho de Santiago – através da Comunidade Européia – a “fundo perdido” para melhorias, obras e subvenções – o que concordamos plenamente por sua importância histórica, cultural e religiosa – a ONU concedeu ao CS correta e justificadamente o título de “Patrimonio da Humanidade”.

      Bem, voltamos então aos custos.

      A grande maioria de nossas pousadas não são profissionais, estão em áreas rurais – ligadas ao agronegócio e interrompem suas atividades para – uma vez por semana – acolher nossos peregrinos.

      Além de não terem constância diária neste acolhimento, estão em áreas rurais e fazem suas compras nas pequenas cidades próximas, quase sempre em pequenos armazéns e não em supermercados ou em comércios atacadistas – compram em pequenas quantidades pagando preços praticados nos pequenos varejos e pela característica da freqüência não conseguem as vantagens que uma economia de escala poderia lhes proporcionar.

      Temos também dois albergues (Mombuca e Arapongas ) atendidos e mantidos por peregrinos e hospitaleiros voluntários, que para atender nossos peregrinos uma vez por semana, abandonam suas atividades e arcando com os custos da viagem dedicam 3 dias da semana ao albergue a aos peregrinos – Fazem as compras – vão na véspera, no dia seguinte recebem os peregrinos, pernoitam e no dia seguinte após o café, limpam o albergue, recolhem as roupas de cama e trazem para que sejam lavadas e passadas, levam o lixo para descarte em local próprio alguns km distante e voltam para suas casas.

      Estes albergues sobrevivem com donativos e proporcionam as chamadas “nuvens” pequenas surpresas em meio ao caminho, oferecendo gratuitamente sucos, frutas, bolos, doces, sanduíches naturais, muito abraço e amor à vontade – sem cobrar um centavo sequer.

      Sou empresário do setor de estacionamentos e não dependo em nada do Caminho – ao contrário – por não ser auto suficiente – minha empresa o socorre financeiramente com bastante regularidade.

      Mesmo assim, dedico 90% do meu tempo e de minha energia aos temas do Caminho, a responder e-mails, responder perguntas, questionamentos e telefonemas.
      Infelizmente – não consigo, simplesmente escrevendo – lhe transmitir todos os detalhes do que significa manter viva toda esta insanidade, mas ficaria muito feliz se aceitasse meu convite para tomarmos um café, para que eu possa ter mais um amigo, certamente aprender um pouco mais com sua experiência, poder ouvir suas críticas e também sugestões, como faço semanalmente com todos os peregrinos que concluem o Caminho do Sol, em nosso “cafécomprosa” que acontece semanalmente domingo 8:00hs – quando lhes entrego gratuitamente farto material sobre o Caminho de Santiago e outros Caminhos Brasileiros, recebo o questionário com avaliações sobre as pousadas pontuando itens como – limpeza, acomodações, atendimento, refeições e custos – dispenso eventuais elogios e peço que relatem o que de fato não gostaram e quais sugestões oferecem para melhorarmos.
      Isto sim é o que me move – poder melhorar o Caminho à cada crítica, à cada sugestão.
      Aguardo-o para nosso café.
      Forte abc,
      José Palma
      Idealizador
      e-mail: palma@caminhodosol.org …”

  6. Deise disse:

    Oi pessoal, eu não terei 11 dias, é possível fazer parcial começando em outro trecho? (Tenho 6 dias) já tenho experiência com
    O caminho de Santiago poderia até mesmo caminhar 35 km por dia mas sei que tem regras gostaria de fazer ao menos parcialmente se possível! Grande abraço

  7. Tacio Renato Pizzi Caputo disse:

    Palma…muito elucidativo o seu comentário sobre os “custos” do Caminho do Sol. Não há parâmetros de avaliação entre o Caminho do Sol e o Caminho de Santiago. Quando falamos em 130/170 reais para pernoite, almoço, janta, e café da manhã, e de quebra um lanche super reforçado ao longo de cada etapa nas “nuvens”, percebe-se que o valor não é tão elevado. Se não vejamos. Pernoite em um albergue privado no Caminho de Santiago 8 euros, almoço e jantar 20 euros, café da manhã 5 euros, um lanche mais 5 euros. Isso no mais barato dá 38 euros por dia. Com o euro a 3,50 fazendo as contas dá 133 reais. Se o valor pago na maioria dos albergues for 10 euros e o menu peregrino for de 12 euros, a conta sobe um pouco e fica mais real…já sobe para 147 reais. Mas aí vem a comparação com relação a qualidade da comida. As refeições no interior do Brasil, são fartas e saborosas…e o valor disso não pode ser dimensionado.

  8. Duvidas,
    para a Inscrição, posso optar por não pegar o cajado, por exemplo? já tenho bastões de caminhada.
    e como funciona a “pensão completa”, afinal, não almoçaremos na mesma pousada que tomamos café, por exemplo?

    • Onze Dias disse:

      Cristine,

      Sobre o cajado sugiro que entre em contato com a organização do Caminho do Sol através do site http://www.caminhodosol.org.br para tirar esta dúvida.

      Sobre a pensão completa. Ao chegar na pousada independente da hora você tem o almoço, depois a janta a noite e ao acordar café da manhã (pensão completo) e sai para caminhar.

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Abs

  9. Agnaldo Coutinho disse:

    Eu e minha esposa fizemos o caminho de Santiago a partir de SJPP e os gastos são maiores que o caminho do sol, lá gastasse entre café da manhã, almoço, jantar e hospedagem em albergue entre 40 a 50 euros o que em julho deste ano era R$. 160 e 200 euros e muitos locais com pouca infraestrutura, já fiz o caminho do sol de bike e farei novamente a pé, os custos aqui não são altos e o atendimento e alimentação de excelente qualidade

  10. Agnaldo Coutinho disse:

    Digo 160 a 200 reais

  11. Joelma disse:

    Então com hospedagem vou gastar cerca de 1600,00 + 1400,00 equipamentos + 230,00 palestra e inscrição + gastos com transporte. Cerca de 3.250,00 É isso?

    • Onze Dias disse:

      Joelma,

      O valor aproximado é este mesmo. Você ainda pode ter uma variação grande na compra dos equipamentos e ainda pode economizar emprestando algumas coisas.

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Abs

  12. Milton Paulo F. F. disse:

    Estamos programando fazer o Caminho do Sol depois do verão de 2017 de bike. Gostariamos de receber todas as informações do passo a passo para tornar o nosso objetivo possível. Pretendemos fazer o percurso em 5 dias conforme vimos no site. Ficamos no aguardo e obrigado.

  13. Leila Stavale Guahiba disse:

    Gostaria de ter um programa completo.
    Quantos dias preciso…total de gastos (fora minha locomoção até o local de partida-sairei de Porto Alegre).
    E itens básicos : roupa, calçado, etc…

  14. Karina disse:

    Sou viajante, morro de vontade de fazer o caminho, a única coisa q pega é o valor da acomodação, pq a idéia do caminho é peregrinação, meditação e contemplação “no meu caso” se nas propriedades eles deixassem instalar barraca e preparassem uma sopa com direito a banho já estava de bom grado, até pq qdo fiquei em São Bento do Sapucai (peregrino caminho da fé) em junho/16 paguei $50 pra dormir em quarto com direito a café da manhã

    • Onze Dias disse:

      Karina,

      O Caminho do Sol cruza áreas particulares, portanto não é um caminho totalmente público, o que nos obriga a respeitar algumas normas e regulamentos determinados por seus proprietários.

      As pousadas não tem estrutura para campings – igualmente nas áreas urbanas.

      A grande maioria das pousadas que acolhem os peregrinos são pousadas amadoras/propriedades que permitem que cruzemos suas áreas e acolhem somente os peregrinos/bicigrinos, que estiverem regularmente inscritos, com reservas feitas pelo Caminho do Sol.

      Neste comentário com resposta do José Palma você pode entender melhor como o Caminho do Sol foi criado e os custos (http://onzedias.com.br/quanto-custa-fazer-o-caminho-do-sol/#comment-75)

      Qualquer dúvida nos avise.

      Abs

  15. Giovana Miguel disse:

    Olá… Queria saber como funciona a volta? É obrigatório algum guia? Qual a melhor época para a caminhada? Sobre as pousadas… É obrigatório tomar café dá manhã, almoço e janta no mesmo local? …

    Grata.

    • Onze Dias disse:

      Giovana,

      Para a volta você pode voltar de ônibus. Saindo de Águas de São Pedro você tem linhas diretas para São Paulo.

      Você ainda pode ir para Piracicaba e depois pegar ônibus para Campinas.

      De onde você é?

  16. rogerio da silva disse:

    boa noite irei com minha esposa, e gostaria de saber ser esse valor e por pessoa ou casal?

  17. Priscilla disse:

    Compreensível toda explicação e respeito porém NADA nesse texto justifica valor tão alto sim que está, se a intenção seria trazer algo acessível para muitos brasileiros que ainda não podem fazer o Caminho de Santiago há que se reformular esses valores sem dúvida…

  18. elaine ferreira disse:

    Gostaria muito de saber qual a melhor epoca para fazer o caminho do sol. Pretendo fazê-lo mas não gostaria de cometer o erro de escolher a época errada. Ainda não fiz a palestra inicial pois moro em Uberlândia. Estou na fase de pesquisa

    • Onze Dias disse:

      Olá Elaine,

      Não existe uma melhor época. Quando você tiver disponibilidade será a melhor época para você. Talvez você possa levar em consideração as estações do ano onde em determinado período pode fazer mais calor ou chover mais.

      Você pode acessar este grupo no Facebook e conversar com outros peregrinos sobre a época em que fizeram o caminho. Segue o link: https://www.facebook.com/groups/caminhodosol/

      Nós fizemos em Setembro e teve pequenas chuvas nos 4 primeiros dias. Posteriormente somente sol.

      Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *