Partida (sonho) adiada

Treino 10 dias – Caminho do Sol
3 de novembro de 2014
Sonho meu
12 de novembro de 2014
Exibir tudo

Partida (sonho) adiada

O Caminho do Sol entrou na minha vida no início deste ano.

Ao iniciar minha pesquisa sobre o Caminho de Santiago acabei esbarrando numa entrevista do Palma que, com seu jeito tranquilo,  descrevia com um breve histórico os motivos que o levaram a criar o Caminho do Sol.  Desde então passei a pesquisar e acompanhar tudo e qualquer notícia  relacionada. Reconhecido como um preparatório para quem quer fazer o Caminho de Santiago e também para aqueles que já o percorreram – e querem reviver a experiência em solo brasileiro – percebi que seria uma ótima oportunidade para que eu vivenciar essa experiência.

Foi a partir deste ponto que iniciei a fase de pesquisa. Além de informações sobre o Caminho do Sol busquei qualquer informação relacionada à peregrinação. Encontrei diversos livros, filmes em que me emocionei, artigos na internet e conheci diversos peregrinos que me contarem as suas experiências.

Algumas pessoas dizem que a parte a melhor parte de uma viagem é a da preparação. Não sei se concordo plenamente mas neste caso eu estava me divertindo e cada vez me envolvendo mais com a ideia de percorrer, durante onze dias pelo Caminho do Sol, 241 quilômetros entre Santana do Parnaíba e Águas de São Pedro.

Durante esse processo surgir a ideia do projeto “Onze Dias – O Livro”, contando minha experiência de caminhada e. assim, servir de inspiração a pessoas que pretendem fazer o caminho.

A primeira pessoa para qual eu contei sobre o projeto do livro foi a Carol Silveira que, em um e-mail cheio de incentivos e elogios, me estimulou a seguir.

A intenção nunca foi escrever um livro de relatos ou um diário da viagem mas, sim, um guia com o passo a passo para ser consultado desde o momento onde se inicia a pesquisa sobre o Caminho, a decisão de fazê-lo, etc…

Será um livro para todos. Assim como não há um público definido para o Caminho do Sol, esta publicação poderá ser lida por estudantes, profissionais de todas as áreas, donas de casa, empresários e aposentados interessados em abandonar temporariamente suas atividades cotidianas para se tornar peregrinos.

Porém, depois de meses de planejamento, preparação, mochila pronta, último treino realizado e iniciamos a contagem regressiva: 10, 9, 8, 7 e faltando 6 dias fui pego por uma febre de 39 graus que insistia em não passar. Dei entrada no hospital na última quinta-feira com fortes dores no abdomen e fui diagnosticado com uma sub oclusão intestinal. Permaneci internado e passei por um procedimento clínico para não precisar fazer uma cirurgia de urgência. Com a saída da crise tive alta ontem, porém não fui liberado para fazer o Caminho antes de passar pelo meu médico o que ocorrerá somente na próxima sexta-feira.

Tudo acontece na hora certa e seria muito mais complicado se eu tivesse a crise durante a viagem.

Um projeto de vida

As grandes metas alcançadas ao longo da vida geralmente são frutos de muito planejamento e preparação. Deve ser assim para tudo que você se propõe a fazer e passei a encarar o Caminho do Sol como projeto de vida.

Planejei esta viagem com muita antecedência. No âmbito profissional precisava me planejar para estar ausente por pelo menos 15 dias da empresa. Não é uma tarefa fácil quando se é empreendedor no Brasil e principalmente nesta fase de transição (ou não) que estamos vivendo. Mas, por sorte (se quiserem usar este termo) tenho um sócio, o Ricardo Guimarães (Kadun) que virou amigo e que sem ele não teria condições de me afastar. Férias é algo que desconhecemos desde que começamos a empreender.

Mas o que seria mais difícil e vinha me angustiando nesta contagem regressiva era deixar minhas meninas em casa. Sou marido da Micaela e pai da Maria Clara. Pensar na despedida já me deixava emocionado e vinha evitando falar sobre isso com a Micaela.

Mas, agora, o momento pede que eu me cuide primeiro para posteriormente retomar o projeto da viagem e do livro.

Quero agradecer de coração ao José Palma e todos voluntários do Caminho do Sol que me acolheram com um carinho enorme durante todo este tempo e tem divulgado o projeto.

Não vai demorar muito e este episódio vai ser só mais um capítulo.

Até breve!

Um abraço peregrino

Rafael Stein

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *