O Caminho de Maninha
18 de Maio de 2015
Delicie-se!
28 de Maio de 2015
Exibir tudo

Novos valores

Muitos são os motivos que atraem as pessoas para dar este grande mergulho para dentro de si mesmo.

Mas as primeiras decepções ocorrem em nossa Palestra Orientativa, que obrigatoriamente antecede as inscrições – quando os futuros peregrinos são informados que o caminho não emagrece.

Então vou caminhar mais de oito horas por dia e não vou emagrecer nenhuma graminha? – perguntam decepcionados.

Não, não vai emagrecer – porque durante a jornada come-se muito bem – você irá experimentar até aquela comidinha feita em fogão a lenha – uma delícia! explica nosso peregrino/voluntário/palestrante.

Outro susto enorme ocorre quando são informados sobre a “perda da privacidade” – sim, os albergues não dispõem de apartamentos exclusivos – a convivência é coletiva e aí reside um dos maiores aprendizados do Caminho – a descoberta que somos seres humanos!

Para finalizar, ficam sabendo que as pousadas são extremamente simples – amadoras – muitas só abrem suas portas para nos receber – não são estabelecimentos comerciais.

Corre-se até o risco de tomar um banho frio, caso a resistência do chuveiro queime – as pousadas não possuem um depto de manutenção.

Cientes de todos os detalhes, felizmente a grande maioria desiste na palestra, portanto – quem vem ao Caminho sabe exatamente o que quer e o que irá encontrar nestes inexplicáveis onze dias de caminhada.

Os benefícios são individuais e variam de pessoa para pessoa.

Autoconhecimento, contato com a natureza, momentos de reflexão e introspecção, despertar da religiosidade, preparar-se para o Caminho de Santiago, etc…

Durante a cerimônia, o marido que foi receber a esposa pede para usar a palavra.

__Não tenho como agradecer o benefício que este Caminho me proporcionou – não agüentava mais a pressão de minha mulher, para reformar a cozinha e os banheiros de casa.

Depois de muita conversa, decidimos então por fazer a reforma, mas – confesso – o custo estava me tirando o sono, então pedi para ela vir ao Caminho, enquanto eu ultimava as providências para dar início a obra.

Depois de nove dias ela me ligou e disse:

__Marcio, esquece a reforma – nossa casa é maravilhosa – a cozinha é fantástica e os banheiros perfeitos.

Adeus vaidade.

Viva o Caminho!

Fonte: Tribuna de São Pedro

Veja também

José Palma
José Palma
José Palma, pisciano — nasceu no dia oito de março de 1950 — descobriu que fraternidade era muito mais que uma palavra quando em 1996, realizou o Caminho de Santiago. Empresário, resolveu mudar sua vida após retornar de seu Caminho. Simplificar a rotina e aliviar o peso de sua mochila — uma mudança fácil de planejar e complexa de se executar. Idealizou o Caminho do Sol e desde sua inauguração, dedica-se integralmente ao Caminho e caminhantes. Nesta simbiose, vive intensamente as experiências e o aprendizado de cada peregrino. Continuar sonhando sonhos impossíveis e um dia conseguir tocar o inacessível chão, fazem parte de sua luta, onde a regra é não ceder e sim fazer do “Amor um Vencedor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *