Bolhas e machucados nos pés podem acabar com uma viagem ou uma caminhada. E a meia é uma escolha fundamental para que isso não aconteça. Escolher meias que sejam exatamente do seu tamanho é tão importante quanto as botas. Entenda o sistema botas/meias como algo que deva funcionar muito bem juntos.

E lembre-se que:

  • As meias não podem nem devem mudar o ajuste das suas botas;
  • Se elas forem muito grandes, sobrarão em alguma parte e isto poderá causar desconforto, inchaço ou mesmo bolhas;
  • Se elas forem muito justas, poderão afetar a circulação e o movimento dos dedos o que, no final das contas, também causará lesões.

Escolhê-las dependerá do tipo de bota que você estará usando e a condição climática que irá encontrar.

Alguns tipos de meias:

  • Liner – são fininhas e podem ser usadas sozinhas durante uma corrida, por exemplo. Para prevenir bolhas, a sugestão é usá-las como a primeira camada de meias. O tecido fininho é feito para levar a umidade para o lado de fora, mantendo seu pé seco, arejado e confortável.
  • Lightweight (leve) – ideais para serem usadas com tênis de corrida ou de aproximação e em dias quentes com botas para caminhadas leves ou de trekking. Elas são acolchoadas na parte posterior e anterior e em cima costuma ser mais fino, para ventilar melhor. São perfeitas para serem usadas como segunda camada.
  • Midweight (média) – são acolchoadas e funcionam muito bem para botas mais rústicas e duras como as de trekking, aproximação ou mesmo as de gelo. Também podem ser usadas por cima das liner e são perfeitas para o nosso inverno.
  • Heavyweight (pesadas) – oferecem o máximo de aquecimento para temperaturas muito frias e condições extremas. Ideais para uso em esportes de inverno ou expedições. Costumam ser mais compridas, para cobrirem parte de sua perna também e funcionam muito bem com as liner por baixo.

Materiais – procure meias sintéticas ou de lã. As de algodão demoram muito para secar e não afastam o suor do contato com sua pele. Meias mais grossas feitas de uma mistura entre materiais sintéticos e naturais costumam funcionar bem com um liner por baixo. Os avanços na manufatura da lã melhorou em muito sua performance – a lã tem, naturalmente, uma excelente proteção contra a umidade e o isolamento térmico e é a escolha perfeita para meias de alta performance.

Fonte:
O texto foi originalmente publicado no site da Associação Brasileira dos Amigos de Santiago (www.caminhodesantiago.org.br) e você pode baixar o arquivo acessando o site ou clicando aqui.

Sobre Tacio Renato Pizzi Caputo
Sou uma pessoa comum como tantas outras, que tem um emprego fixo e e uma enorme alegria de viver e de experimentar novos desafios E foi isso que me levou a descobrir os Caminhos que levam o peregrino até Santiago de Compostela, e ao voltar resolvi escrever as experiências vividas.