Cajados & bastões de caminhada:

O caminho de Alice
4 de junho de 2016
O calçado e a meias
24 de julho de 2016
Exibir tudo

Cajados & bastões de caminhada:

O peregrino que faz o estilo hi-tech tem como equipamento indispensável o bastão de caminhada (aquele tipo esquiador) uns de alumínio, outros de materiais mais nobres como o titânio com regulagem telescópica. Outros peregrinos preferem o tradicional cajado que é vendido na Espanha e é confeccionado de galhos de “avellano” (avelã). O importante é citar  que este acessório é fundamental para a caminhada com segurança, sendo usando tanto nas subidas como nas decidas, e mesmo em terreno plano para dar cadência à caminhada.

As dicas para quem optar por bastões de caminhada são:

  1. Escolha um que seja fácil de manusear. Os bastões devem ser colapsíveis, como antenas de automóveis, que se recolhem. Eles tem um sistema de travamento por rotação. Alguns são complicados e difíceis. Escolha um simples, fácil de soltar e prender. Regule-o para sua altura, prenda firmemente e coloque seu peso, com força sobre ele, para ver se não solta. Nas subidas e descidas, é desagradável e perigoso apoiar-se num bastão que não suporta seu peso. Depois desse teste, tente soltar o travamento por rotação. Se tiver que fazer muito esforço, desista. Procure outro par.
  1. Observe o conforto. Os bastões têm uma correia presa à manopla, que deve ficar em volta de seu pulso. Essa correia é muito interessante, e serve mesmo como apoio em momentos de cansaço. Teste-a movendo o bastão para cima, para baixo, para os lados. Se a correia aperta ou é desconfortável, procure outro bastão.
  1. Observe as manoplas. Se suas mãos costumam suar, não utilize manoplas plásticas. Além de escorregar, podem provocar bolhas. Procure manoplas de espuma ou outro tipo que absorva melhor o suor.
  1. Observe o peso. Qualquer grama faz diferença quando você está no Caminho. Bastões leves são a melhor escolha, se você costuma viajar com pouco peso.
  1. Verifique a estabilidade. Alguns bastões são de fibra de carbono, projetados para curvar-se conforme o peso. Faça um teste no momento da compra, para ver se eles não se curvam demais, a ponto de dar a sensação de instabilidade. Segundo alguns usuários os franceses da marca Simond, entortaram um pouco durante a caminhada, mas são bem estáveis.
  1. Cada terreno exige um tipo de ponta do bastão, que agarra mais ou menos ao piso. Normalmente a maioria têm a ponta serrilhada, mas têm uma cobertura plástica removível. Conforme o terreno, tira-se a cobertura.
  1. Pense no empacotamento da bagagem. Certamente você vai viajar de avião e terá que despachar o equipamento ou, no mínimo, enfiá-lo naqueles compartimentos minúsculos. Escolha um bastão de três seções, que encolha até uns 60 centímetros. Tudo ficará mais fácil.
  1. As manoplas de espuma dão a sensação de serem mais quentes que as de plástico, madeira ou borracha em baixas temperaturas. Faz uma diferença.
  1. Para neve, verifique se os bastões têm o que eles chamam de “snow baskets”, uma peça plástica com 9 a 10 centímetros de diâmetro, fixada pouco acima da ponta do bastão, que ajuda a fazer apoio sobre a neve fofa.

Mantenha-os limpos. Verifique se é possível separar bem as várias partes dos bastões de modo a mantê-las limpas e secas. Assim, a vida útil de seus bastões será bem prolongada.

Fonte:
O texto foi originalmente publicado no site da Associação Brasileira dos Amigos de Santiago (www.caminhodesantiago.org.br) e você pode baixar o arquivo acessando o site ou clicando aqui.

Sobre Tacio Renato Pizzi Caputo
Sou uma pessoa comum como tantas outras, que tem um emprego fixo e e uma enorme alegria de viver e de experimentar novos desafios E foi isso que me levou a descobrir os Caminhos que levam o peregrino até Santiago de Compostela, e ao voltar resolvi escrever as experiências vividas.

Veja também

Onze Dias
Onze Dias
Onze Dias pelo Caminho do Sol. 241 quilômetros entre Santana do Parnaíba e Águas de São Pedro, no interior de São Paulo. A viagem de três amigos pelo Caminho do Sol deu origem a uma plataforma multimídia estruturada inicialmente na internet, com site e redes sociais, que contará com a publicação de um livro detalhando a peregrinação e servindo de inspiração e guia para pessoas que pretendam percorrer o Caminho do Sol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *